Blog

#EuAcreditoEuFaço





A Felicidade como Chave para o Sucesso


Ah a felicidade... Muito se fala sobre ela desde que somos pequenininhos. Esta é tópico recorrente nos domingos em família, na roda de amigos e o grande foco da terapia.

Todos querem alcançá-la como um pico a ser atingido na vida. Dentro dos nossos ciclos sociais cada um expõe do seu jeito suas formas de buscá-la e estratégias para mantê-la.

Uns buscam daqui, outros acolá. Alguns se contentam com as atividades que geram prazer imediato, outros, preferem atividades que deem frutos ao longo do tempo.

A verdade é que, nossas vidas, por muitas vezes, se transformam em grandes corridas em busca da felicidade plena. Mas aqui abro a discussão:

Até que ponto a felicidade pode ser considerada plena? Nessa corrida, os fins justificam os meios? Como mantê-la? Como saber se estou no lugar certo na hora certa? 

Comecemos então este caminho pelo significado da palavra felicidade: 

A felicidade é um estado mental que proporciona o bem-estar. Como num momento de satisfação em que o indivíduo se sente realizado. 

A felicidade é tema nos mais diversos campos de estudo humano. 

Filósofos já versaram sobre o tema, afirmando que ela provém da busca pelo prazer que nos leva a adequar nossos comportamentos e estilo de vida a sua busca incessante. O grego Aristóteles dizia que “a felicidade é ligada ao equilíbrio e harmonia de quem pratica o bem”. 

Já Epicuro, acredita na satisfação dos nossos desejos e sonhos como o grande oásis da felicidade.

O psiquiatra Sigmund Freud defendia que todo ser humano é movido pela busca da felicidade. Na psicologia inclusive, é colocado que diversos fatores presentes no nosso dia a dia e no nosso organismo influenciam diretamente um ser que pode se dizer feliz.

Para o budismo, ela é a consciência plena daquilo que se é e daquilo que se quer ser. Isto é, trata-se de uma pessoa que mantém seus focos bem definidos e os segue como numa jornada.

A felicidade é aquilo que não pode ser tocado ou visto a olho nu, mas pode ser sentido e esboçado por um sorriso, uma entonação de voz ou um lampejo revigorante de energia no nosso corpo.

Todo mundo quer ou busca ser feliz, isso é fato. Mas a pergunta que eu te faço é: O que diferencia as pessoas que realmente são das que não conseguem de jeito nenhum alcançar a felicidade? O Dr. Augusto Cury disse: a diferença entre o sucesso e o fracasso é que, umas pessoas lutam por seus sonhos e outras desistem delas. Isso explica muita coisa não é mesmo?

Já que a felicidade não pode ser comprada nem ao menos vendida, não pode ser medida ou determinada por outra pessoa que não você, que raios é essa tal felicidade e onde posso encontrá-la?

O segredo está em conquistá-la.

Poucos sabem que a felicidade não diz respeito a momentos duradouros que se estendem por vidas inteiras. Veja a conjugação do verbo nessa frase: Eu estou feliz.

Estar diz respeito ao momento presente, neste momento estou feliz, pode ser que amanhã eu não esteja, ou que daqui a uma semana eu esteja ainda mais feliz. Felicidade é estar, antes mesmo de ser.

Não é possível que você preveja o futuro então como saberá se estará feliz amanhã?

A busca pela felicidade consiste no aproveitamento que se dá dos momentos presentes enquanto eles ainda estão a frente de nossos olhos. No dia de hoje, em não deixar para depois o que pode ser feito hoje, em parar de procrastinar e ir seguir aquela rotina de exercícios que você sempre quis fazer mas inventava milhões de desculpas para adiá-la.

A felicidade se dá na forma em que adequamos a nossa rotina para que os nossos dias sejam minimamente prazerosos e frutos do nosso bem-estar, seja ele instantâneo ou em longo prazo.

Felicidade é mais do que se sentir bem, é sobre construir dentro de você um diálogo de harmonia e paz. A felicidade está nos olhos de quem vê, pode ser na simplicidade ou em coisas mais elevadas.

Ela representa muito mais do que você imagina e pode ser uma grande fonte espiritual e moral para te ajudar a achar os propósitos e valores de sua vida.

Costumamos olhar para ela de forma nada saudável. Como intocável.

Colocamo-la num pedestal inalcançável ou por muitas vezes acreditamos que se não somos felizes durante os sete dias de uma semana então somos pessoas fracassadas. Pensamentos esses, que pode ser muito prejudicial, afinal, a felicidade não é sobre não ter problemas e sim sobre enfrentar as adversidades uma de cada vez, com calma e respirando fundo.

É sobre enxergar o copo meio cheio e não meio vazio. É mais uma questão de percepção sabe?

Os nossos sonhos e metas são responsáveis por construir e edificar nosso futuro. São eles que nos dão um senso de propósito e a sensação de “ufa! cheguei lá!”. Alcançá-los são por muitas vezes as metas que definimos para nós mesmos como a grandes conquistas da felicidade.

Colocamos um sonho na cabeça, nos planejamos para fazer dar certo e ai que entra a mão na massa, o trabalho pesado para realizá-lo. Só quando já estamos cansados que os resultados chegam como um renovo.

E por eles chegarem, aquela corrente de adrenalina e felicidade perpassa o nosso corpo, queremos mais!

E assim, meio que sem ver, já estamos nos cercando de novos sonhos, planos e metas, do jeito que tem que ser. Alguns acham que isso é vaidade, querer coisas novas quando acabaram de conquistar o que queriam, mas se trata apenas de adrenalina.

Você está se arriscando o bastante? Você está dando o seu máximo para atingir seus objetivos?

Para conquistarmos a felicidade é necessário nos colocarmos como prioridade, ou seja, pensar em você. O que você quer para sua vida? O que você está construindo para o seu futuro? O seu “eu” de amanhã estaria satisfeita com seu “eu” de hoje?

Pensar em você não significa que você não irá compartilhar momentos bons com outras pessoas, significa tomar protagonismo de sua própria história. Escrevê-la de forma com que você e só você determine o que é sucesso, o que é prosperidade, o que são suas conquistas e ganhos a sua maneira.

Afinal de contas, cada um tem a sua visão sobre o que é felicidade.

É sobre agradar a pessoa mais importante da sua vida: você. Até porquê, ninguém nunca irá te conhecer tão bem quanto você mesmo. Não deixe que ninguém além de você defina os seus conceitos de felicidade e bem-estar, pois estes são tópicos que condizem a você.

A sociedade, o modismo, o consumismo, e etc, não podem ditar o que é ser feliz. Assim, determinamos os tópicos essenciais para nossa vida e tomamos como prioridade as medidas que só irão nos impulsionar ao invés de nos jogar para baixo.

No filme Felicidade Por Um fio da Netflix, a protagonista Violet tem a vida que seria considerada como “ideal”. O emprego perfeito, o namorado perfeito, o visual perfeito. Mas só ao ver toda essa falsa ideia de perfeição desmoronar que ela percebe que não é feliz, ou pior, que buscava a felicidade em coisas supérfluas, ou que seria felicidade para outras pessoas.

Ao entender que a felicidade vem de dentro, vem do se sentir bem consigo mesmo, ela estipulou uma rotina de ação e progresso, e compreendeu quais mudanças deveriam ser adotadas em sua vida. Violet deixou de lado as opiniões alheias e passou a colocar em prática o que a fazia feliz a seu modo.

Sair da zona de conforto e ir atrás dos seus sonhos foi a gota de felicidade que ela precisou. E talvez seja a que você precise também!

Levantar do sofá e adotar uma atitude mais positiva perante a mesmice do dia a dia, tendo em vista que a cada dia é um degrau a menos em busca da realização daquilo que você sempre sonhou.

E querer sempre mais, não de forma gananciosa, mas de forma em que você sabe que cada conquista vai além de um ganho material, ela te preenche de ganhos pessoais e fortunas internas.

O caminho da felicidade está em se assumir como realmente é, procurar pelos seus defeitos e qualidades, trabalhar com eles e realizar o que se tem para realizar.

Seja ação, levante todos os dias com uma meta do que será feito no dia. Não precisam ser muitas, pode ser apenas um pequeno objetivo a ser riscado da lista. CUMPRA!

Desse jeito você estará enviando uma mensagem para o seu cérebro que diz: disciplina! É a disciplina a principal fonte de sucesso para qualquer rotina.

Evite o pessimismo e esteja preparado para as adversidades. Só conquista quem sabe o que tem a perder. O que eu quero dizer com isso?

Quero dizer que só “chega lá” quem se planeja tanto para o melhor quanto para o pior. Mantenha-se sempre preparado para as duas possibilidades que a vida te dá, dar certo ou não dar certo. Não deu? Vida que segue. Deu? Beleza! O que eu faço em seguida?

O que eu faço em seguida, logo após uma conquista é o que determina uma trajetória de sucessos, no plural.

Abrace a vida! Esteja sempre pronto para o novo, para o desconhecido. Amplie sua visão de mundo, seja com uma viagem, com a leitura de um livro ou com uma simples conversa com alguém. Conhecimento nunca é demais! Mentalize o bem e terá o bem!

Cuide bem da sua saúde física e mental, pois elas refletem diretamente na sua alegria. Leve uma vida saudável, com a prática de exercícios físicos e mentais. (Lembre-se que o cérebro é um músculo que também precisa ser exercitado) e isso faz toda a diferença nas demais áreas.

Obstinação, resiliência e disciplina.

Estas são palavras às chaves para a felicidade e do sucesso. Não se esqueça disso. 

Até breve e Gratidão. 

#EuAcreditoEuFaço

Marcos Torres Leão 

Master Coach Ericksoniano e Constelador

Inscreva-se aqui e não perca nenhuma novidade!
Insira seu e-mail abaixo para receber nossas novidades
Feito com